O que é um consórcio? Entenda essa modalidade de crédito!

Nem todos sabem o que é um consórcio, no entanto, quase todo mundo já esteve um dia tentado a aderir a algumas das suas modalidades.

Em síntese, o consórcio é uma modalidade de financiamento, atualmente disciplinada pela Lei dos Consórcios nº 11.795/2008. E a sua estrutura funciona por meio da união de indivíduos ou pessoas jurídicas que formam uma espécie de poupança em conjunto; uma poupança geralmente construída com o objetivo de facilitar a aquisição de móveis, imóveis e serviços, basicamente.

Como toda invenção, os consórcios surgiram de uma necessidade. Foi a escassez de crédito para os trabalhadores que fez com que um grupo de funcionários do Banco do Brasil criasse essa modalidade lá pelos idos dos anos 60. E segundo a Abac (Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios), o objetivo desse grupo foi o de tão somente criar um fundo que lhe permitisse realizar o sonho da aquisição de automóveis.

Mas o que é o fundo de reserva de um consórcio? O que é um consórcio de veículos? Quem é o responsável por administrar esse tipo de financiamento? Continue a leitura e saiba tudo sobre o seu funcionamento.

O que é consórcio e quais as suas características

Os consórcios são modalidades de financiamentos geridos pelos chamados “Administradores de Consórcios”. São eles que, sob a autorização do Banco Central, responsabilizam-se por determinar as suas regras, realizar os sorteios e fixar lances.

Apesar de o segmento de veículos ter sido a fonte de inspiração para o seu surgimento, hoje você pode participar de consórcios para quase tudo. Veículos, embarcações, imóveis, serviços, eletrodomésticos…quase não há bem material que você não possa adquirir por meio dessa estratégia.

Resumidamente, os seus administradores o constroem por meio de cotas ajustadas previamente. Cada participante se compromete a pagar as parcelas dessa cota, geralmente de forma mensal, até que esse fundo para a compra do bem seja constituído.

O que é consórcio
Não só carros, como inúmeros outros bens materiais podem ser adquirido por meio de um consórcio.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Ao final de um determinado período, o administrador do consórcio sorteia uma parte desse fundo. E é com essa parte que um determinado grupo de consorciados adquirirá o bem ou serviço.

Ademais, por meio de lances, você poderá antecipar a aquisição desse bem. Com efeito, esses lances funcionam como excelentes estratégias para a antecipação desse seu direito. Eles são formas, bastante oportunas, de dispensá-lo da espera pelos sorteios que contemplam os que terão direito a ele em um determinado mês e ano.

No entanto, tão ou mais importante que saber o que é um consórcio, o que é um vendedor de consórcio e o que é um fundo de reserva, é saber se, verdadeiramente, esse tipo de modalidade é adequada às suas pretensões; e, para saber disso, continue a leitura e descubra todos as singularidades do sistema de consórcios praticado no Brasil.

Como funcionam os consórcios

Como dissemos, tão ou mais importante que saber o que é o fundo de reserva de um consórcio, a sua estrutura e objetivos, é saber se ele verdadeiramente adequa-se às suas necessidades. Ou seja, é preciso saber que o consórcio é uma modalidade de financiamento para longo prazo.

Ele é útil para quem não precisa do bem ou serviço em caráter de urgência, além de ser uma modalidade bem mais barata por não cobrar juros.

A sua aprovação é muito mais fácil, por exemplo, do que a de um financiamento, que faz inúmeras exigências e pede várias garantias. Isso sem contar o fato de que você poderá desistir do consórcio a qualquer momento e receber tudo o que investiu nele – ao final do prazo contratado, obviamente.

Ademais, de acordo com cada consórcio em especial, você ainda terá direito a transferir a sua cota para outra pessoa, vender, comprar, entre outras operações, de acordo, como dissemos, com as características de cada grupo.

Por fim, apesar dessas facilidades, alguns consórcios optam por analisar o histórico de crédito do candidato a consorciado. Paralelo a isso, eles constituem um seguro, fundo de reserva, cobram multa por quebra de contrato, entre outras garantias que os administradores porventura decidam exigir.

Como participar de um consórcio?

A simplicidade define bem o que é um consórcio. Em síntese, basta escolher um bom administrador devidamente autorizado pelo Banco Central e com boa reputação no mercado.

Logo após, você terá que assinar um contrato, entregar a documentação solicitada e aguardar até no máximo 90 dias para que esse administrador crie o grupo do qual participará (caso ainda não tenha sido criado).

Mas vale lembrar que a formação desses grupos de consorciados é feita em espécies de assembleias, onde os detalhes das suas estrutura são acertados. No entanto, você também poderá fazer parte de um grupo já formado, bastando apenas que haja uma vaga disponível ou transferida por um terceiro.

A partir daí, você estará apto a pagar as suas parcelas, participar dos sorteios e dar lances; e, ao final do prazo, obter o seu bem ou serviço, como um financiamento em longo prazo e com as características de uma modalidade barata e segura para você e para o seu grupo.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Agora, caso queira, deixe o seu comentário sobre esse artigo e aguarde as nossas próximas publicações.

Deixe um comentário